Por Patrícia Bispo

Muitas pessoas apenas preocupam-se em acordar todos os dias e ligar o botão do automático. Seguem para o trabalho, sentam-se em suas cadeiras e apenas cumprem o trivial das suas atividades. Não indagam o motivo de estarem lá e qual a importância de suas funções, afinal se elas não tivessem algum valor para a organização não teriam sido contratadas. E pior ainda, quando veem alguém com uma ascensão profissional em ritmo acelerado, criticam porque aquele profissional passa o dia inteiro “procurando o que fazer”. No entanto, não compreendem que o colega de trabalho conquistou espaço porque conhece o negócio da empresa em que atua. Vejamos 10 bons motivos para você conhecer o ramo de atuação da organização em que você passa horas do seu dia.

1 – Melhora do desempenho – O profissional que tem, pelo menos, uma visão geral do negócio consegue ter uma atuação mais efetiva e ser mais assertivo nas suas ações. Isso porque ele sabe quais os recursos que dispõe para ter uma melhor performance.

2 – Anonimato jamais – Quem conhece o negócio da empresa tem mais segurança na hora de sugerir uma mudança ou apresentar uma sugestão que traga melhoras para sua equipe ou mesmo para um setor. Afinal, ele tem uma visão de como o organismo vivo da empresa funciona e quais os efeitos que sua ação poderá desencadear.

3 – Os erros – As chances de cometer erros expressivos reduzem, quando o profissional domina não somente as atividades que estão sob as responsabilidades, quando este compreende o andamento do negócio. Ele passa a ter uma visão macro do sistema e conhece os níveis de risco a que se expõe.

4 – Aumento da empregabilidade – A empregabilidade de quem conhece o negócio torna-se notória, visto que o profissional ganha mais visibilidade dentro e fora da própria empresa, quando este está em contato direto com outros colegas da área e aumenta sua network.

5 – Aprendizagem – Desenvolvimento contínuo é uma das características de quem busca conhecer o negócio da empresa, visto que este profissional sempre está à busca de se manter atualizado sobre assuntos relacionados diretamente à organização, à sua área de atuação e a de outros setores que despertam seu interesse.

6 – Carreira – Ascensão interna tende a ser uma consequência natural de quem conhece o negócio. Isso acontece porque o profissional que atua, sabendo onde está pisando conquista a confiança tanto dos seus pares quanto dos líderes. Isso o faz ser alvo de destaque e de crescimento interno.

7 – Autoconfiança – A autoconfiança é outra característica de que se familiariza com o negócio da empresa. Vale aqui uma ressalva de que ninguém é dono da verdade, mas a partir do momento em que o indivíduo aprofunda-se em determinado assunto, ele ganha autoconfiança para tomar decisões que antes poderia considerar impossíveis de estarem ao seu alcance.

8 – Redução dos níveis de estresse – Muitas pessoas, por não conhecerem o negócio, sentem-se amedrontadas de tomarem qualquer decisão e para realizarem um simples relatório desprendem um nível elevado de estresse. Ao ter uma visão macro do negócio, o colaborador indiretamente consegue administrar os níveis de tensão que muitas vezes surgem apenas em decorrência de fatores internos como, por exemplo, insegurança.

9 – Melhoria da qualidade de vida – Uma vez que consegue dominar o estresse, a partir do momento em que conhece o negócio e melhora o seu desempenho, o profissional é capaz de manter um equilíbrio mais saudável entre a vida pessoal e profissional. Isso irá refletir diretamente na melhoria de sua qualidade de vida – fator tão relevante em um mundo de constantes transformações e que geram cada vez mais tensão no ser humano.

10 – Rédeas da vida – Pode parecer estranho esse tópico, mas quando se conhece o negócio, o indivíduo passa a compreender o motivo que o faz estar na organização. Isso, por sua vez, abre a mente da pessoa para que ela constate se realmente é aquilo que ela deseja para si ou se deseja dar um novo rumo à sua vida, notadamente, no campo profissional. Muitos profissionais chegam ao período da aposentadoria com o sentimento de terem perdido anos, pelo fato de ficarem empregados em uma ou duas empresas. Mas quando tiveram chance, não questionaram se realmente era aquilo que eles queriam para suas histórias de vida. E todos nós sabemos que o tempo não é “camarada” para nos deixar retroceder meses e tampouco anos.

<< VOLTAR PARA A PÁGINA ANTERIOR

Artigos ou Dicas Relacionadas